Para quem conhece bem a PSB, o acrónimo (Paul & Sue Barton) bem que poderia significar People (Pessoas), Sound (Som) e Business (Negócios). Durante anos, os críticos de áudio têm vindo a atribuír o desempenho das colunas ao fundador da marca, Paul Barton, muito graças ao seu amor e paixão pela música e por colunas de som.

Um pequeno olhar para trás na história da PSB mostra porquê… A admiração de Paul pela recriação do som natural foi a chave para o começo. No entanto, hoje em dia, é fácil de ver que a PSB já não é um pequeno negócio; já não se trata de apenas um ou dois indivíduos, nem mesmo dez. A PSB Speakers International engloba uma equipa muito maior de bons profissionais em que, eles próprios, são o fundamento vital do sucesso da companhia. Hoje, a PSB leva o prazer do áudio a clientes por todo o globo, através dos seus cerca de 50 distribuidores e aproximadamente 1000 agentes/retalhistas.

E enquanto a companhia em si cresceu ao nível de distribuição mundial, a sua filosofia de desempenho e valor manteve-se inalterável durante 40 anos.