“Limpeza total na alimentação do setor” com o AUDIOQUEST Niagara 5000

(…) Os níveis da tensão de distribuição chegam a atingir 750 kV e mesmo 1 MV, isto para minimizar as perdas de energia, proporcionais ao quadrado do nível de corrente, ao longo das bem compridas linhas de transporte de que vemos diversos
exemplos sempre que viajamos. O comprimento dessas linhas que ligam cada ponto de consumo, tal como a nossa casa, à origem da energia, bem como vasto número de equipamentos ligados à rede fazem com que seja bastante importante o nível
de ruídos parasitas e interferências quase permanentemente presentes na tensão que alimenta cada um dos equipamentos
de áudio de um sistema. E isto sem falar no facto de termos um vasto número de equipamentos, tais como os televisores,
que utilizam fontes de alimentação comutadas, as quais geram igualmente por si próprias interferências.
Por isso, a finalidade principal de um equipamento como o Niagara 5000 será a de tentar evitar que as interferências transportadas pela tensão do sector atinjam o sistema de áudio. (…)

E as melhorias apareceram nas áreas em que eu já esperava: o som ficou mais limpo, a imagem espacial mais sólida e de
leitura mais fácil em termos da localização dos participantes no processo musical em curso, mesmo a dinâmica e o ritmo, que alguns filtros afectam negativamente, sofreram melhorias assinaláveis, vincando de uma maneira notória os transientes que marcam de sobremaneira a evolução de uma peça musical. (…)

Colocar o Niagara 5000 num sistema traz consigo o grande óbice de ser difícil retirá-lo, tão evidentes e benéficos são os resultados que se obtêm. (…)